PRECISA SER UM MISTO DE MÃE DINAH E MACGYVER!

Dentre as Dez Características Empreendedoras da Empretec (programa do Sebrae de desenvolvimento de Empreendedores) e baseada nos estudos de David McClelland na década de 60, a de pior desempenho no Brasil é a que recomenda que todo o Empreendedor deve ter a competência de “Planejamento e monitoramento sistemáticos”. Não precisa pesquisar muito para constatar a veracidade desta afirmação, basta acompanhar a Administração Pública de forma geral e recentemente a preparação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014. A FIFA que o diga!

Já conversamos aqui sobre como planejar, se você leu “VOCÊ SABE COMOER SALAME E BRINCAR DE LEGO?” percebeu a importância da fase de planejamento para o sucesso para atingir qualquer objetivo e de como se deve dividir uma tarefa grande nos seus vários componentes mais simples e controláveis.

Mas antes de qualquer planejamento e parte integrante dele é a fase onde deveremos fazer uma análise dos cenários futuros e possíveis desdobramentos das situações a serem enfrentadas. No fundo prever, ou tentar prever o possível futuro dos nossos planos e dificuldades que iremos enfrentar para cumpri-los.  Mais ou menos o que nossa famosa e querida Mãe Dinah sempre faz em todo começo de ano, prever o que de bom ou ruim pode acontecer, principalmente no meio artístico ou das ditas celebridades. De forma mais particular no aspecto das relações amorosas e da saúde. A grande diferença é que a Mãe Dinah usa bola de cristal e o simples mortal ou administrador tem que usar meios e metodologias qualitativas ou quantitativas de previsão, baseados principalmente em padrões e tendências que o passado vem demonstrando. Sim, se você quer saber do seu futuro, veja o que está fazendo no presente e que decisões está tomando agora.

Além de ter que ser uma Mãe Dinah para nossa vida ou para as empresas onde trabalhamos, também temos que aliar a característica de Ser um MacGyver! Isso mesmo, usar das mesmas qualidades que o famoso agente americano tinha naquele seriado antigo. Contrariamente ao que a maioria pensa e diz, o MacGyver nada tem a ver com o famoso jeitinho brasileiro, de tão malfadada utilização, que usa de subterfúgios às vezes nada éticos. O que o MacGyver fazia era o que todo administrador faz ou tem que fazer. Estabelecer os objetivos a atingir e principalmente verificar quais os meios e ferramentas disponíveis que tem para atingir os objetivos. Essa era a grande lição, com estes recursos disponíveis o que poderemos fazer e como vamos atingir o que queremos. Com certeza nenhum administrador consegue ter todos os recursos necessários e ilimitados nem as condições de mercado ideais e sem restrições para fazer o seu trabalho.  Nada de ficar conjeturando, se fosse possível isto, se tivéssemos mais recursos, se não houvesse concorrentes, etc. O ponto é, com o que nós temos como vamos fazer diferente dos nossos concorrentes e obter mais lucro?

Então é isso, todo bom administrador deve ter uma boa bola de cristal e tentar aprender com a Mãe Dinah como ver nela os cenários futuros que afetem seus planos e tal qual o McGyver tirar o máximo de produtividade dos recursos limitados que tem que ser único e oferecer o melhor valor para os cliente nas condições restritivas dos mercados.

Acesse nosso site AQUI

Anúncios
Esse post foi publicado em Empreendedorismo, Gestão, Uncategorized e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s