Vamos parar com auto roubos!

Basta para a cultura do roubo generalizado.

Que vivemos numa cultura generalizada do Roubo é um fato. Nos roubam e roubamos nós também todos os dias, em tangíveis e intangíveis.

Senão vejamos. Te roubam dos 20 centavos ou menos nos trocos que não te dão, até aos bilhões que os gestores públicos mal usam ou desviam para fora do país.
Também te rouba a diarista nos produtos e instrumentos que não te devolve. É alguém que te rouba tirando uma bala da tua mesa de trabalho. A moça que lava a tua roupa e não te devolve um cabide rouba também.
Te rouba quem te contrata profissionalmente, não te pagando o combinado, o teu patrão quando te engana no teu salário ou não deposita teus direitos. Também o Síndico quando mal usa a tua parcela do condomínio. E muitos outros roubos do mesmo tipo são cometidos, para além daqueles deliberados e notoriamente rotulados como tal.

Te roubam inconsciente, por hábito, por exemplo, por desrespeito ou conscientemente. Qualquer um deles é roubo, apropriação indébita de algo que te pertence. Mas não é assim que a cultura em curso pensa, mas a Lei é clara.

Te roubam aqueles que delapidam o patrimônio público pois o teu dinheiro dos impostos está sendo desviado para outros fins que os estabelecidos na Lei.

Estes são os roubos tangíveis que constantemente te fazem e talvez a maioria de nós façamos sem perceber. Contudo, os piores são os intangíveis. Esses são os mais fortes, e por não serem visíveis os menos percebidos mas nem por isso os que mais profundo causam efeitos pessoalmente e em toda a sociedade.

Quando alguém, ou você se atrasa por falta de cuidado para um encontro, está roubando o tempo, teu e dos outros. Também é roubo quando se usa o poder da hierarquia para achaque, manipulação ou assédio moral. Está se roubando a dignidade, a liberdade e a individualidade. Se rouba também quando te fazem esperar nas filas dos serviços de saúde, em algum atendimento qualquer. te roubam o respeito. Ás vezes nesses casos se roubam até vidas.

Se rouba também quando se uma regra ou Lei é transgredida, se rouba a previsibilidade de circular livremente e em segurança. Te rouba  a liberdade o guardador de carros na rua, bem como o agente de segurança que te achaca.

Roubam e roubamos também pais, parentes, professores e qualquer outra instituição de educação quando não se impõe, se esconde, omite da responsabilidade de dizer não ou avaliar, criticar e punir desvios de conduta e ações de falta de respeito. Neste caso está se roubando a base de uma educação pensando no futuro e não na comodidade e satisfação do presente.

Tudo isso é roubo da cidadania, da liberdade, da individualidade, da dignidade, dos direito humanos. Dos princípios básicos da sociedade organizada e do direito individual. Este é o pior roubo. Te fazem acreditar que roubar faz parte da sociedade.

O roubo tem dois irmãos gêmeos. A conivência e a impunidade, ambos também outro tipo de roubos. Na verdade são partes do roubo com um todo, uma trindade uma e indivisível. Que leva toda a sociedade a achar que a normalidade é o roubo.

Mas pior, muito pior diria, que o roubo intangível da nossa dignidade, individualidade e direitos básicos é o roubo que cometemos quando nos auto roubamos acreditando e aceitando que não temos direito à liberdade, individualidade, ao crescimento, a sermos felizes, ao sucesso. Quando somos coniventes e aceitamos qualquer forma de prepotência, manipulação e subjugação.

Está na hora de refletir todos os roubos que cometemos, vamos mudar esta cultura!

Anúncios
Esse post foi publicado em Gestão e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s